Você treme?

1313 Views

O sintoma tremor é o distúrbio de movimento mais comum que existe. Sua localização preferencial é nas mãos. Esse sintoma pode representar somente uma variação da normalidade, principalmente se surge durante situações de estresse emocional, mas também pode fazer parte tanto de alguma doença sistêmica, quanto de alguma doença exclusivamente neurológica.

O tremor pode se apresentar sozinho ou associado a outros sintomas, tais como rigidez muscular, perda da agilidade em executar tarefas, dificuldades para falar, para andar ou para manter o equilíbrio. Pode ter início nas mãos e, depois, comprometer outro seguimento corporal, como por exemplo a cabeça. Em alguns casos, pode significar uma doença familiar, quando mais membros de uma mesma família são acometidos pelos mesmos sintomas ou sintomas semelhantes.

As causas para o tremor são as mais variadas, desde o efeito colateral de alguma medicação até uma doença neurodegenerativa.

O diagnóstico é feito através de avaliações clínica e neurológica adequadas. Os exames complementares, como uma triagem laboratorial, exames de imagem (tomografia computadorizada ou ressonância nuclear magnética) e eletroneuromiografia, devem ser bem indicados, considerando-se o perfil de sintomas de cada paciente e baseados em uma boa consulta médica.

O mais importante a fazer, se você apresenta qualquer uma dessas queixas, é procurar um neurologista preparado para interpretá-las. Isso porque existem inúmeros tipos de tremor e cada um deles deve receber uma abordagem específica.

O tratamento depende da definição da causa do tremor e deve ter como objetivo melhorar a sua qualidade de vida, porque o tremor pode ser um sintoma muito incapacitante e que limita a sua funcionalidade.

Informe-se! Não fique tremendo, procure um neurologista especialista em distúrbios de movimento!